Durango Duarte é desmoralisado após entrevista, por Cileide Moussallem que afirma que publicitario é FANTA

Durango Duarte é desmoralisado após entrevista, por Cileide Moussallem que afirma que publicitario é FANTA

MANAUS – Durante uma entrevista à um site de notícias exibido na última segunda-feira, 17, o pesquisador e publicitário Durango Duarte afirmou que portais do Amazonas usam robôs para obter audiência e que alguns usam as plataformas para chantagear o poder público, com o intuito de usufruir de verbas. Além das acusações contra os portais, Duarte também diz que os deputados do estado “não têm muito o que fazer e ficam entregando títulos”, se referindo a títulos de cidadão do Amazonas no qual o mesmo recebeu em 2019.

“A maioria desses sites têm robôs e vai aumentando a audiência. O cara tem 100 mil e vira 1 milhão, o cara tem 1 milhão e vira 3 milhões (de acessos), e assim vai aumentando. É tudo uma farsa, é tudo uma mentira”, afirma Duarte sobre a utilização de robôs em sites. “Se criou uma indústria também da chantagem, porque é o seguinte, eu começo a ‘bater’ e eu digo ‘olha, eu paro de bater em você e você me paga’”, se refere o publicitário a matérias jornalistas que criticam um determinado poder.

A presidente do portal CM7 Brasil Cileide Moussallem, rebateu a fala do publicitário e informou, durante o Boletim CM7 que foi ao ar nesta quarta-feira, 19, que a associação de blogs e portais irão tomar medidas cabíveis contra as acusações de Duarte. “Quando ele acusa portais de todo o Amazonas de usarem robôs e ser chantagistas, ele passou dos limites. A associação de blogs e portais do norte do país vai sim tomar todas providências necessárias […] os donos de portais também tomarão providências juntamente com os deputados estaduais que foram humilhados pelo publicitário Durango Duarte”, disse Cileide.

Natural de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, Duarte chegou ao Amazonas em definitivo em 1982. Em setembro de 2019, o publicitário recebeu o título de cidadão do Amazonas, título concedido a pessoas que contribuem de forma direta ou indireta para o estado.

Ainda durante entrevista ao site de notícias, Duarte afirma que os deputados estaduais “perderam seus papéis” e “não têm muito o que fazer e ficam entregando títulos”. “Como deputado não tem muito o que fazer, dando título, até para mim já deram o título de cidadão amazonense. É título disso, é medalha de ouro daquilo e o que que acontece, o deputado perdeu o papel dele, de propor, de discutir o orçamento, uma série de questões. Então, a Assembleia é uma instituição que para a população se ela não existisse, não faria a menor diferença”, afirmou.

O ex-deputado estadual Josué Neto, autor da propositura, usou as redes sociais nesta quarta-feira, 19, para criticar o deboche de Duarte perante os títulos. “As declarações do pesquisador Durango não fazem ataques a mim. Fazem ataques ao povo do Amazonas. O deboche e o desdém de receber um título de cidadão do Amazonas é uma afronta ao povo e ao Estado que o acolheu”, disse.

Segundo Cileide, o título de cidadão do Amazonas não deveria ter sido entregue a Duarte. “Esse título é dado com honra para as pessoas que são de fora, que de alguma forma contribuíram para o estado. Ele não deveria receber esse título porque ele não contribuiu com absolutamente nada ao Amazonas, nunca deu nem uma cesta básica para ninguém. Mas essa honraria que ele deveria se sentir privilegiado em receber, simplesmente jogou no lixo, ofendendo inclusive quem deu, o deputado muito sério que é o deputado Josué Neto e ofendendo também o povo de Manaus”, concluiu.


Fechar Menu