Eleição 2020: Uso da Samel na campanha eleitoral pode impugnar Ricardo Nicolau

Eleição 2020: Uso da Samel na campanha eleitoral pode impugnar Ricardo Nicolau

O candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos), entrou com uma Ação de Investigação Eleitoral junto à Justiça Eleitoral do Amazonas pedindo a impugnação (anulação) da candidatura de Ricardo Nicolau (PSD).

O argumento usado pelos advogados de Amazonino é que Ricardo Nicolau e o grupo Samel estão usando o combate à pandemia do coronavírus como ‘trampolim eleitoral’.

Segundo os advogados, o grupo Samel e Ricardo Nicolau agiram de forma premeditada durante o pico da pandemia, no mês de maio, para gravar vídeos e coletar entrevistas que estão sendo usadas agora na propaganda eleitoral.

Os advogados de Amazonino lembram que os comerciais de rádio e TV da campanha de Nicolau usam, de forma exagerada, o nome da empresa Samel. A ideia, segundo a defesa de Amazonino, é ligar o nome de Nicolau ao uma empresa particular, o que é proibido pela legislação eleitoral.

O pedido de impugnação revela também que a rede Samel aproveitou o período de campanha eleitoral para anunciar nas emissoras de TV, rádio, outdoores, jornais e sites de Internet.

Dessa forma, a família de Nicolau fortalece o nome do hospital e, por consequência, o do candidato, o que caracteriza abuso de poder econômico.

Os advogados de Amazonino dizem que reuniram vasto material de publicidade do grupo Samel e da campanha de Nicolau. As provas foram encaminhadas à Justiça Eleitoral, que deve se pronunciar nas próximas semanas sobre a impugnação/anulação da candidatura.


Fechar Menu