Empresa de Ricardo Nicolau recebeu mais de R$ 100 milhões da Prefeitura de Manaus nos últimos 4 anos

Empresa de Ricardo Nicolau recebeu mais de R$ 100 milhões da Prefeitura de Manaus nos últimos 4 anos

Valor inicial do contrato entre a empresa e o município, assinado em 2013, era de apenas R$ 2,4 milhões

Parece que desentendimento entre o prefeito Arthur Neto e a empresa Samel durante a pandemia, causado por divergências na administração do Hospital de Campanha, montado pela Prefeitura de Manaus, não afetou os lucros que a empresa obtém com a administração municipal. Somente nos últimos quatro anos o Executivo municipal pagou mais de R$ 101,9 milhões dos cofres públicos à Samel, que tem como um dos diretores o candidato a prefeito de Manaus, Ricardo Nicolau (PSD).

Diretor do grupo Samel, no pedido de registro de candidatura a prefeito nas eleições deste ano, publicado no dia 18 de setembro, Nicolau declarou ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) apenas dois veículos: um da marca Volkswagen, avaliado em R$ 40 mil e outro da Dodge, no valor de R$ 27 mil. No dia 23 de setembro, Nicolau pediu para incluir na lista de bens R$ 200 mil de participação societária na construtora RMR Empreendimentos e R$ 303,8 mil referente ao salário de deputado estadual, mas dias depois pediu para retirar os rendimentos de parlamentar.

O contrato com a empresa, sob o número 117/2013, foi celebrado em primeiro de outubro de 2013, já no primeiro ano da gestão de Arthur Neto, por meio do Serviço de Assistência aos Servidores Públicos do Município de Manaus (Manausmed). O valor inicial celebrado foi de R$ 2,4 milhões, para que a Samel prestasse serviços de saúde especializados em “médico-hospitalar, urgência e emergência e UTI adulto e infantil, maternidade com UTI neonatal, e urgência e emergência em obstetrícia e pediatria, pelo prazo de 12 meses”.

Depois de receber diversos aditivos durante a primeira gestão do prefeito Arthur, apenas em 2016, a empresa da família de Ricardo Nicolau, recebeu o total de R$ 10.687.889 da Prefeitura de Manaus, valor quase quatro vezes maior que o contrato original assinado no ano de 2013.

Os números aumentam ainda mais no início da segunda gestão do ‘tucano’, em Manaus. Em 2017 o valor recebido pela empresa de saúde foi superior a R$ 26 milhões, o que foi superado no ano seguinte quando a Prefeitura pagou mais de R$ 30 milhões para o grupo de saúde da família Nicolau.

Mesmo com o recente fim do contrato entre a Prefeitura de Manaus e a Samel, a empresa já recebeu mais de R$ 11,4 milhões este ano. Vale ressaltar que a briga política prejudica os servidores públicos municipais no pior momento possível, onde os casos de coronavírus voltam a crescer em Manaus e a população fica vulnerável.

primeiro termo aditivo SAMEL

SEGUNDO TERMO ADITIVO SAMEL

TERCEIRO TERMO ADITIVO

CONTRATO SAMEL PMM

RECEBIMENTO PMM SAMEL


Fechar Menu