Empresas de saúde de Ricardo Nicolau são alvo de quase 200 processos na Justiça Estadual

Empresas de saúde de Ricardo Nicolau são alvo de quase 200 processos na Justiça Estadual

A maioria dos processos tem como requeridas as empresas Samel Serviços de Assistência Médico Hospitalar Ltda. e Samel Plano de Saúde Ltda.

Indenização por dano moral, erro médico, práticas abusivas, perdas e danos, irregularidades e falhas no atendimento são as principais causas dos quase 200 processos na Justiça Estadual envolvendo os hospitais e o plano de saúde Samel, empresas da família do candidato a prefeito de Manaus pelo PSD, Ricardo Nicolau, segundo levantamento no site só Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Veja a lista no final deste texto. Veja os processos pelo número registrado na Justiça do Amazonas, que podem ser conferidos neste link oficial.

Ricardo Nicolau tem feito sua campanha como administrador da área de saúde. O grupo empresarial da família do candidato oferece planos de saúde empresariais e assistência médico-hospitalar e odontológica em cinco unidades: Hospital Samel; Hospital Oscar Nicolau; Centro Médico Getúlio Vargas; Centro Médico São José e Centro Médico Via Norte.

A maioria dos processos tem como requeridas as empresas Samel Serviços de Assistência Médico Hospitalar Ltda. e Samel Plano de Saude Ltda.

Durante o horário eleitoral, Ricardo Nicolau (PSD) promete a construção do Hospital Municipal para “cirurgias eletivas”.

Em abril, a Defensoria Pública do Amazonas pediu em ação civil pública que a Justiça obrigasse operadoras de planos de saúde de Manaus a custear o tratamento médico de clientes, em caso de urgência ou emergência, mesmo que não tenham cumprido carência de 180 dias. De acordo com o defensor público Arlindo Gonçalves algumas operadoras e hospitais negavam custeio de internações e de procedimentos de urgência e emergência, alegando cumprimento de carência ou esgotamento de vagas.

O promotor citou o pronunciamento em vídeo de Luís Alberto Nicolau, irmão de Ricardo Nicolau e diretor-presidente da Samel, que contesta a negativa de atendimento, mas confirmava preço de R$ 50 para internação. “Na oportunidade, corroborando a existência de um cenário de inegáveis violações aos direitos dos consumidores, o diretor-presidente confirmou que o valor de R$ 50 mil é cobrado pelo hospital privado da Samel, para a internação nas suas dependências”, disse Arlindo na ação.

O deputado estadual e candidato a prefeito de Manaus pelo PSD, Ricardo Nicolau, foi responsável pela aprovação do “chamado pacote de maldades” do governador do Amazonas, Wilso Lima (PSC), que congelou os salários dos funcionários públicos até 2021. Ele foi um dos 14 deputados que votaram a favor da medida de “contenção de gastos” que suspendeu os reajustes salariais de servidores do Estado.

A Samel Assistência Médica e Hospital tem reputação “não recomendada” no site Reclame Aqui, com nota 4.9. Para analisar a reputação das empresas, o site considera o índice de resposta, a nota do consumidor, o índice de solução e o índice de novos negócios. Se a média for inferior e 50, passa a ser categorizada como “não recomendada”.

Entre as últimas reclamações, um consumidor diz que fez um exame laboratorial na Samel dia 28/9, em plena pandemia, onde havia uma aglomeração de pessoas e “desorganização terrível”. “Fiz exame de sangue com outra pessoa na porta olhando esperando a vez dela. Mas não acaba aí, o resultado dos exames estava previsto pro dia 5/10 e hoje dia 6/10 ainda faltam resultados de alguns exames”.

Aqui, a lista de processos no site do Tribunal de Justiça:

 


Fechar Menu