Impeachment do governador do Amazonas: equipe do Fantástico em Manaus para cobrir operação Sangria

Impeachment do governador do Amazonas: equipe do Fantástico em Manaus para cobrir operação Sangria

A equipe da rede Globo de televisão, responsáveis pelas pautas do programa FANTÁSTICO, estão desde o começo da semana no Estado do Amazonas.

O que se sabe é que vem uma bomba com informações a respeito da operação SANGRIA.

Leia mais:

Decisão do STF pode libertar 31 mil presos

Receita abre hoje consulta a lote residual de restituição do IR

A matéria completa deve sair ate Domingo(25/10) e possivelmente tratará sobre as supostas fraudes e desvios nas compras de respiradores em Manaus.

A operação já se encontra na segunda fase e foi deflagrada na manhã de quinta-feira (8/10) onde foram presos:

•Rodrigo Tobias de Souza Lima
•Dayana Priscila Meija de Souza
•Ronald Gonçalo Caldas Santos
•Luiz Carlos Avelino Junior
•Gutemberg Leão AlencarDec (1)

O foco da segunda fase da operação sangria era visivelmente buscar provas de possíveis ilícitos do vice-governador, Carlos Almeida.

O grupo citado foi preso em cumprimento a mandados de prisão temporária.

Houve, também, mandados de busca e apreensão contra do vice-governador Carlos Almeida e a ex-secretária de comunicação Daniela Assayag que já prestaram depoimento na Polícia Federal.

A segunda fase da operação tem o intuito de aprofundar a apuração sobre uma organização criminosa instalada no governo do Amazonas com o objetivo de desviar recursos públicos destinados a atender às necessidades da pandemia de covid-19.

Os investigados são suspeitos de práticas como peculato, lavagem de dinheiro e também de promover a dispensa de licitação fora das hipóteses previstas em lei.

Mas não para por aí, um documento da Polícia Federal que relata itens apreendidos durante a Operação aponta que foi encontrada uma folha de anotações na mesa do gabinete do governador Wilson Lima, alvo das investigações, na qual consta uma lista com nomes de oito deputados estaduais do Amazonas, ao lado de uma anotação: “5%”.

Na lista, escrita a mão, aparecem os nomes que seriam referências aos parlamentares: Joana Darc (PL), Roberto Cidade (PV), Carlinhos Bessa (PV), Mayara Pinheiro (PP), Therezinha Ruiz (PSDB), Saullo Vianna (PTB), Abdala Fraxe (Podemos) e Belarmino Lins (PP). O valor de 5% está escrito junto dos nomes.

Dec (1)


Fechar Menu