Justiça marca para dezembro primeira audiência de acusado de matar miss no Amazonas

Namorado da miss, Rafael Fernandes Rodrigues, de 31 anos, confessou que o assassinato foi motivado por ciúmes.

A Justiça do Amazonas marcou para 9 de dezembro a primeira audiência do processo que investiga a morte de Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, Miss Manicoré, morta a facadas. O namorado da miss, Rafael Fernandes Rodrigues, de 31 anos, confessou o assassinato.

O corpo de Kimberly foi encontrado no apartamento do namorado, no Centro de Manaus, no dia 12 de maio deste maio. Rafael fugiu para Boa Vista (RR) pela BR-174, capotou o carro na estrada, mas conseguiu se esconder até o dia 15 de maio, quando foi preso em Pacaraima, região Norte de Roraima, na fronteira com a Venezuela.

A Justiça retoma as audiências sobre a morte da miss após laudo médico descartar que o suspeito do crime, tenha transtornos mentais. A ação penal estava suspensa até o processo de Incidente de Insanidade Mental ser encerrado.

Miss Manicoré, do AM, é encontrada morta em Manaus. — Foto: Reprodução/Redes Sociais
A audiência de instrução e julgamento será presidida pelo juiz de Direito, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Anésio Rocha Pinheiro. Nessas audiências serão ouvidas as testemunhas de acusação, de defesa e o acusado.

Rafael Fernandez Rodrigues foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Amazonas e vai responder pelo crime de homicídio qualificado (motivo torpe e recurso que tornou impossível a defesa da vítima).


Fechar Menu