Urgente: candidato a vereador Alex Aguiar (PV), é denunciado por compra de voto

Urgente: candidato a vereador Alex Aguiar (PV), é denunciado por compra de voto

Manaus (AM) – Na manhã desta segunda-feira (09), o candidato a vereador pelo Partido Verde (PL), Alex Aguiar, foi denunciado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), e ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE), por abuso de poder econômico. Em  matéria eleitoral, é a utilização excessiva de recursos financeiros ou patrimoniais, antes ou durante a campanha eleitoral, buscando beneficiar candidato, partido ou coligação, afetando a legitimidade e o equilíbrio das eleições.

De acordo com a denúncia feita, o candidato tem utilizado máquinas da Empresa Pontual, de propriedade de seu tio, Maurício Aguiar, para serviço de infraestrutura, nos bairros Colônia Antônio Aleixo, União da Vitória, Nova Cidade e nas invasões, Coração de Mãe, Rei Davi e Urucaia.

Em sua página do Facebook, o candidato exibe reuniões nas ruas das comunidades onde obras de terraplanagem foram realizadas. Segundo moradores, Alex condicionou a conclusão dos serviços, somente se for eleito vereador. “Ele colocou um trator para fazer a rua, mas só vai terminar se a gente votar nele. E se ele não ganhar, como é que fica?”, disse uma idosa que não quis se identificar à equipe do portal.

Além de abuso de poder econômico, há relatos de suposto apoio de uma facção na Colônia Antônio Aleixo, comandada por um homem conhecido como “Canindé”, que tem pressionado a comunidade a votar em Alex. Nesta área, considerada vermelha dentro do bairro, só é possível entrar com a autorização do líder da facção criminosa.

Para completar a série de irregularidades, em uma das postagens, o candidato também realiza uma reunião política dentro de uma congregação religiosa, o que é proibido pela legislação (Lei 9.504/97).  Esses espaços são classificados como de uso comum, assim como cinema, ginásio e estádio.

Uma ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) será aberta junto ao TRE e, caso seja condenado, o candidato poderá ter o registro de candidatura cassado. A polícia Federal também já foi acionada para investigar as denúncia do suposto envolvimento de Alex Erasmo Aguiar com o tráfico de drogas com fins eleitorais.

créditos: Portal cm7


Fechar Menu