Amazonas Manaus Sociedade

Aos 70 anos, morre dono de restaurante em Manaus

  • junho 16, 2021
  • 2 min read
Aos 70 anos, morre dono de restaurante em Manaus

Manaus – Na madrugada desta terça-feira (15), morreu o empresário Joaquim Loureiro, mais conhecido como ‘Jokka’, dono da tradicional Peixaria do Jokka, localizada no bairro São Raimundo, zona Oeste da capital amazonense.

Muito conhecido pela personalidade irreverente, de ser “ignorante” com os clientes, Jokka era bastante querido por suas frases icônicas como “seja educado: come, pague e vá embora”. O local sempre foi muito frequentado por políticos e personalidades manauaras, pois além da culinária e do próprio Jokka, ainda possui o atrativo de uma vista privilegiada do Rio Negro.

Jokka foi casado por quase 50 anos com Maria do Carmo, que faleceu em janeiro deste ano. Natural de Acajatuba, no Iranduba, ele deixou três filhos.

David Almeida e Marcos Rotta lamentam o falecimento de Jokka

O prefeito de Manaus, David Almeida, e o vice-prefeito Marcos Rotta lamentam profundamente a morte, na madrugada desta terça-feira, 15/6, do empresário amazonense Joaquim Loureiro, conhecido como “Jokka”, aos 70 anos. Ele era famoso em Manaus por sua peixaria, localizada no bairro São Raimundo.

“Com pesar, recebi a notícia da morte do nosso querido Jokka, que, com sua humildade, fez o seu restaurante, com uma bela vista para o rio Negro, ser um dos mais conhecidos e frequentados na cidade. Que Deus conforte o coração de seus familiares e amigos neste momento de dor”, disse o prefeito.

“Lamento profundamente a morte de Jokka, que era um dos donos de restaurantes mais tradicionais da cidade. Meu sentimento de pesar e que Deus console a todos neste difícil momento de perda para todos nós”, afirmou o vice-prefeito.