Amazonas

Após assaltos a PAC do Educandos, moradores reclamam de diminuição de serviços oferecidos na unidade

  • março 7, 2020
  • 2 min read
Após assaltos a PAC do Educandos, moradores reclamam de diminuição de serviços oferecidos na unidade

Segundo moradores, PAC oferece apenas quatro serviços.

Com o registro de assaltos no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do bairro Educandos, a unidade diminuiu o número de serviços oferecidos aos moradores da região. Nesta sexta-feira (6), a Rede Amazônica voltou ao local, e a população reclamou da situação.

Um dos moradores afetados é o aposentado Francisco Soares. Ele tem 72 anos e mora há muito tempo no bairro Santa Luzia, também na Zona Sul. Ele disse que frequenta o local desde a inauguração.

“No PAC, eu tinha todos os serviços que um cidadão pode ter. Agora, não tem mais nada, nenhum atendimento, por causa de gente que não tem dó e fica roubando”, contou.

No local, os moradores têm acesso apenas a um posto do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran). Além de poderem realizar a emissão de RG, a população tem acesso somente à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e um caixa eletrônico. Todos os outros serviços que antes eram oferecidos foram desativados.

Em nota, a Sejusc informou que apenas o serviço de emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) está interrompido temporariamente na unidade. Os demais serviços desenvolvidos por órgãos do Estado, como Detran-AM, Polícia Civil e Sefaz, , segundo a pasta, continuam sendo operados normalmente.

Segundo a direção do órgão, desde fevereiro deste ano, agentes patrimoniais fazem a segurança do local por 24 horas. Após assaltos, os aparelhos de ar-condicionado funcionam na parte de dentro e os da área externa estão protegidos com grades.

A aposentada Sildnei Costa e Silva, de 63 anos, é moradora do bairro e disse que se mobiliza junto ao poder público para que o PAC volte a oferecer os serviços do passado.

“Estamos nos mobilizando junto ao nosso representante do bairro. Ele iria fazer uma reunião geral com os bairros adjacentes e disponibilizar um abaixo-assinado para o retorno dos serviços do PAC”, contou.

Fonte: Rede Amazônica

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =