Mulher com medida protetiva é morta a tiros pelo ex-companheiro enquanto trabalhava em Gravataí

Mulher com medida protetiva é morta a tiros pelo ex-companheiro enquanto trabalhava em Gravataí

Segundo a polícia, Marcelo Fraga Pacheco, 36 anos, invadiu a lancheria e tirou contra Jocemara Ramão, de 37 anos. Ela havia registrado ocorrência contra o ex há menos de um mês.

Rio Grande do Sul: Uma mulher com medida protetiva foi morta a tiros pelo ex-companheiro enquanto trabalhava, em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, na noite de sábado (14). Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu em uma lancheria, no bairro Salgado Filho.

Marcelo Fraga Pacheco, de 36 anos, invadiu a cozinha do estabelecimento e atirou contra Jocemara Ramão, de 37 anos. O homem, que tinha um revólver calibre 38, se matou após o crime, informou a polícia.

“Efetuou três disparos na vítima, sendo dois na cabeça e um na mão. Foi morta na cozinha da lancheira. Colegas de trabalho presenciaram [o crime]. Em seguida, o agressor desferiu um disparo no seu queixo. Ambos morreram no local”, disse o delegado Eduardo Amaral.

De acordo com a polícia, os dois ficaram juntos por 15 anos, mas estavam separados há cerca de um mês. O homem não teria aceitado o término da relação, segundo a investigação.

Jocemara havia registrado uma ocorrência contra o ex-companheiro por lesão corporal, ameaça e vias de fato.

“Recentemente, no dia 19 de fevereiro, ela havia registrado uma ocorrência de cárcere privado e solicitou medidas protetivas, as quais foram deferidas. O agressor foi ouvido na DEAM [Delegacia Especializada de Atendimento à Mulhes] e negou todas as acusações”, apontou o delegado.


Fechar Menu