Internado com Covid-19, prefeito de Manaus apresenta quadro de saúde estável

Internado com Covid-19, prefeito de Manaus apresenta quadro de saúde estável

Arthur Virgílio Neto seguirá em observação nas próximas 24 horas, seguindo recomendação médica. Primeira-dama também testou positivo para doença.

Após ser hospitalizado com Covid-19, na noite dessa segunda-feira (29), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, apresenta um quadro de saúde estável, segundo boletim médico, divulgado na noite desta terça-feira (30). Arthur testou positivo para a doença após realizar de exames de rotina, quando buscou hospital com sintomas leves de gripe. A primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro também foi diagnosticada com a doença.

Até o início da noite desta terça, o prefeito continua internado do hospital Adventista de Manaus. O G1 apurou que, ao dar entrada na unidade, Arthur foi inicialmente encaminhado à enfermaria e depois transferido para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A Covid-19 já contaminou mais de 70 mil pessoas no Amazonas, até esta terça.

Conforme o boletim médico, Arthur Virgílio Neto segue “hemodinamicamente estável, sem necessidade de uso de drogas vasoativas, mantendo boa saturação de oxigênio em ar ambiente, realizando Ventilação não Invasiva (VNI) com boa resposta. Lúcido e orientado, recebendo medicações por via oral conforme protocolo institucional”.

VNI é o método de ventilação não invasiva e, seguindo recomendação da equipe médica, o prefeito seguirá em observação nas próximas 24 horas.

Em vídeo publicado em suas redes sociais, o prefeito disse que com o trabalho que exerce, mesmo cumprindo isolamento social no período mais crítico da pandemia na capital e adotando medidas de prevenção, “uma hora esse encontro com a Covid-19 ia acontecer”. “Continuarei governando por meio eletrônico enquanto estiver no hospital e logo estarei de volta para comandar de forma presencial a cidade”, afirmou Arthur Neto.

Ainda nesta terça-feira, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, que preside o Fundo Manaus Solidária e a Comissão Especial de Paisagismo e Urbanismo, também foi diagnostica com a Covid-19, por meio de exame de Proteína C-reativa (PCR), apresentando apenas sintomas constitucionais. Em maio, a primeira-dama havia anunciado que estava infectada pelo novo coronavírus e o que se acredita é que o teste rápido tenha dado um falso positivo.

Segundo Boletim Médico da primeira-dama, ela não necessita de oxigênio suplementar e está em medicação para febre contínua e terapia venosa, estando estável e em leito de apartamentos sob cuidados gerais no hospital Adventista de Manaus.

Fonte: G1


Fechar Menu