Mestre Pinheiro, pesquisador e produtor musical, morre em Manaus aos 68 anos

Mestre Pinheiro, pesquisador e produtor musical, morre em Manaus aos 68 anos

Pinheiro se dedicou a estudos sobre a Música Popular Brasileira, em especial ao Samba.

Morreu na noite desta sexta-feira (18), em Manaus, o pesquisador e produtor musical José Roberto Pinheiro. Ele tinha 68 anos e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico.

Mestre Pinheiro, como era conhecido no segmento musical, se dedicou a estudos sobre a Música Popular Brasileira, em especial ao Samba.

De acordo com a Secretaria de Cultura do Amazonas, ao longo de sua via, ele uniu duas paixões, a música e a fotografia, para montar o maior acervo fotográfico sobre a história do Samba de Manaus.

Mestre Pinheiro era torcedor da Reino Unido da Liberdade, e o velório acontece no “Terreirão do Samba Mãe Zulmira”, quadra da escola do Morro da Liberdade. O enterro será às 15h, no Cemitério Parque Tarumã.

O Bar do Armando e a Banda da B.I.C.A declararam luto pela morte de Pinheiro, que foi um dos compositores das marchinhas de Carnaval da banda.

“Mestre Pinheiro era uma enciclopédia viva do samba em nossa cidade. Dono de um dos maiores acervos musicais e fotográficos de Manaus, deixa nossa cidade e a todos nós mais empobrecidos de seus conhecimentos. Voa, Mestre!”, diz um trecho da nota.

Ele deixa esposa, quatro filhos, uma enteada e quatro netas.


Fechar Menu