Padrasto suspeito de jogar bebê em igarapé de Manaus tem prisão preventiva decretada

Padrasto suspeito de jogar bebê em igarapé de Manaus tem prisão preventiva decretada

Menina tinha dois meses de idade e corpo ainda não foi encontrado. Polícia afirma que homem confessou que cometeu crime por ciúmes da mulher.

A Justiça do Amazonas decretou prisão preventiva de um homem de 22 anos, suspeito de jogar a enteada de dois meses de idade em um igarapé, em Manaus. Ele havia sido preso em flagrante, na terça-feira (15), por tráfico de drogas, quando confessou ter jogado a bebê no local.

Equipes de busca ainda procuram pelo corpo da bebê na extensão do igarapé, localizado no bairro Alfredo Nascimento, Zona Norte. O crime teria acontecido na madrugada de terça.

A prisão preventiva foi solicitada nessa quarta (16), pela delegada Bruna Parente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Quando foi preso, segundo a polícia, ele confessou que cometeu o crime por ciúmes da companheira.

De acordo com a Polícia Civil, em Boletim de Ocorrência, a companheira do homem, uma adolescente de 17 anos, informou o desaparecimento de sua filha de dois meses por volta das 3h da madrugada.

De acordo com o delegado Antônio Cláudio, titular do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), responsável por investigações no bairro onde o crime foi registrado, as equipes entraram em diligências, ainda na terça, e o Corpo de Bombeiros iniciou as buscas pela criança.

O delegado Charles Araújo, titular da DEHS, informou que a Especializada acompanha as investigações.


Fechar Menu