Por briga com Bolsonaro, Arthur não quer devolver equipamentos doados pela Samel para ajudar Roraima

Por briga com Bolsonaro, Arthur não quer devolver equipamentos doados pela Samel para ajudar Roraima

Manaus – O presidente do Grupo Samel, Beto Nicolau, gravou um vídeo denunciando a postura nada conveniente da prefeitura de Manaus em não querer emprestar os equipamentos do hospital de campanha desativado, para ajudar o hospital de campanha que está sendo montado em Roraima.

“Estamos sendo impedidos de levar os materiais que não estão sendo utilizados. Isso é um absurdo! O investimento todo desse hospital foi privado”, diz Beto no vídeo.

O hospital de campanha montado em Manaus partiu da parceria entre a prefeitura e a Samel, para ajudar no combate do novo coronavírus. A construção se deu por meio de recursos privados, e não tem um centavo do dinheiro público investido no hospital.

“A prefeitura nunca colocou os pés aqui dentro do hospital, o secretário de saúde nunca entrou em nenhuma UTI. Se eu soltar eles aqui eles vão se perde”, desabafa.

A Samel ficou responsável pela administração do hospital que em dois meses recuperou mais de 600 pacientes com covid-19.

Mas porque Arthur não quer devolver os equipamentos para ajudar os Roraimenses?

Devido ao sucesso na administração do hospital, o Ministro da Saúde Eduardo Pauzello, convidou a Samel para ajudar a montar o hospital de campanha em Roraima.

O Prefeito de Manaus Arthur Neto, já mostrou que tem problemas com o presidente Jair Bolsonaro. Os dois já trocaram até xingamentos. Já que o pedido de ajuda para Roraima, partiu direto do governo Bolsonaro, Arthur tratou de estreitar a burocracia para devolver os equipamentos que nem estão sendo mais usados.

Como o hospital de Manaus foi desativado, Beto pediu da prefeitura para emprestar os equipamentos doados pela Samel e Transire para ajudar a cidade de Roraima que agora sofre com o crescimento do covid-19.

“A prefeitura nunca moveu uma palha, agora está mexendo para atrapalhar, para fazer confusão. Nós vamos na justiça pedir de volta os equipamentos, porque nós doamos com uma finalidade, que era para tratar o coronavírus. Nós não vamos deixar uma tomografia que é a mais moderna de Manaus virar museu”, finaliza.

O senador Flávio Bolsonaro se manifestou no Instagram sobre o ocorrido e postou o vídeo com a seguinte legenda: Prefeitura de Manaus colabora para morte do povo de Roraima. Assista a denúncia feita por representante da Samel, empresa privada que fez tudo de graça para o povo de Manaus, e agora está sendo impedida de ajudar Roraima.

Veja vídeo

Confira a publicação de Flávio Bolsonaro


Fechar Menu