Warning: include_once(/home/u814457372/domains/tarjapretamanaus.com/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase1.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/u814457372/domains/tarjapretamanaus.com/public_html/wp-content/advanced-cache.php on line 22

Warning: include_once(): Failed opening '/home/u814457372/domains/tarjapretamanaus.com/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase1.php' for inclusion (include_path='.:/opt/alt/php74/usr/share/pear') in /home/u814457372/domains/tarjapretamanaus.com/public_html/wp-content/advanced-cache.php on line 22
Líder do MBL de Manaus tira a máscara e não aguenta, nada democrático ameaça dona do Portal CM7 - Tarja Preta Manaus
Líder do MBL de Manaus tira a máscara e não aguenta, nada democrático ameaça dona do Portal CM7

Líder do MBL de Manaus tira a máscara e não aguenta, nada democrático ameaça dona do Portal CM7

Manaus – Descompensado e xingando e sem compostura  e nada democrático, depois de ser desmascarado, após vazamento de conversar em um grupo pra movimentar os escândalos na saúde. O líder do MBL Grava vídeo descompensado xingando e ameaçando dona de um dos maiores portais de notícias do Amazonas, Portal CM7, após matérias que divulgou supostas conversas entre o grupo do MBL e grupo do Wilker Barreto, para atacar diretamente o governo de Wilson Lima.

O grupo MBL de Manaus vem extorquindo pessoas e levantando dinheiro na internet para fortalecer a campanha do presidente e pegando dinheiro do Amazonino.

Um esquema criminoso para tentar atrapalhar o atual governo teria sido financiado por dinheiro desviado na gestão do ex-governador Amazonino Mendes (Sem Partido),

Segundo uma fonte, tudo teria sido montado no início do ano dentro da rádio Mix Manaus (de propriedade do filho de Amazonino) e teria o objetivo de atingir o governador Wilson Lima e arruinar seu mandato.

A criação de programa de rádio, blogs e uma central de fabricação e distribuição de matérias e memes (montagens com fotos e textos) apócrifos para atacar o governo Wilson Lima faria parte da trama.

A fonte também disse que parte do dinheiro estaria sendo usada para pagar R$ 50 mil reais por mês para o Movimento Brasil Livre Amazonas (MBL), e R$ 500 mil por mês para dois deputados estaduais aliados. Uma militância compostas por ex-secretários e ex-comissionados estaria ativa nas redes sociais.

A ex-comissionada na Secom que trabalhou na gestão de Amazonino estaria fazendo as publicações com a esperança de ter seu comissionado de volta. Foto:
Pagamento

Áudios e prints de conversa entre integrantes do MBL Amazonas, assessores de Wilker Barreto e uma líder comunitária combinando pagamento para que manifestantes comparecerem em protesto, revelados nesta sexta-feira (27), demonstram intenção de derrubar e sabotar o governo Wilson Lima através dos supostos esquema criminoso.

Ouça os áudios:

Áudio a na sequência da conversa, um interlocutor, do grupo do deputado Wilker Barreto, responde: ’’Raíssa, não te preocupa não garota, melhor mesmo é o povo do Mutirão que é próximo do hospital (Francisca Mendes) tá?! Não te preocupa que eu tô fazendo a minha parte’’. Em outro áudio, a mesma Raíssa lembra que também é preciso garantir o lanche dos manifestantes, ‘’se não ninguém aparece’’.

Protesto

Devido apenas 12 manifestantes comparecerem no protesto contra o governo na semana passada, na Avenida Djalma Batista, assessores do deputado estadual Wilker Barreto estariam oferecendo R$ 30 para cada manifestante para tentar criar um protesto contra o Governo nesta sexta-feira, marcado para às 19h, na rotatória do Hospital Francisca Mendes.

Escândalo na corte – Desesperado, deputado Wilker Barreto usa assessores pagos pela Assembleia Legislativa para comprar manifestantes e forjar manifestação contra o Governo

Veja as conversas:

Em grupo de whatsapp, um assessor de Wilker que se identifica como Rogério (o sobrenome é Aguiar) escreve, com um belo recheio de erros de português: ‘’Beleza Man… estou indo lá partido pega o dinheiro das camisas lá com o Orleans para passa pra @Jhony MBL’’.

Orleans é Orleans Murilo, o chefe de gabinete do deputado Wilker Barreto na Assembleia Legislativa. E Jhony é Jhony Souza, líder do MBL no Amazonas, movimento que prega a moralidade e se diz contra falcatruas, mas nos bastidores se aliou aos deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas, mais conhecidos na Assembleia Legislativa como capachos do ex-governador Amazonino Mendes.

Em outra mensagem, uma líder comunitária identificada no grupo de whatsapp como Raíssa, escreve: ‘’Gente? Tá mantido os 30 reais pro pessoal? Fechei com a liderança aqui do mutirão e essa pessoa vai levar umas 12 pessoas, não quero furar com ninguém!!’’


Nas três mensagens, fica claro, e provado, o uso de recursos públicos pelo deputado Wilker Barreto. Assessores, pagos pelo gabinete na Assembleia, trabalham na montagem da manifestação. A missão deles é reunir o dinheiro que pagará as pessoas que se passarão por manifestantes, para a confecção de camisas (uso do fundo partidário do Podemos) e para a compra dos lanches para manter as pessoas o maior tempo possível na manifestação.

Depois de perderem os privilégios do poder, com a derrota de Amazonino para o governador Wilson Lima, Wilker e Dermilson passaram a pregar o caos, a mostrar as mazelas da Saúde sem falar que as mesmas foram deixadas pelo ex-patrão, Amazonino.

Também fazem de conta que o atual Governo não fez nada, que não investiu para melhorar a Saúde. Só nessa área, Amazonino deixou um rombo financeiro bilionário, de mais de R$ 3 bilhões, com meses de pagamentos atrasados a fornecedores, empresas médicas e trabalhadores terceirizados.

Veja as conversar do assessor do Wilker Barreto:

Outro lado

A reportagem questionou o deputado Wilker Barreto sobre o vínculo com as pessoas apontadas nas conversas e ele confirmou que Rogério Aguiar e Orleans Murilo são seus assessores parlamentares. Mas refutou a veracidade das conversas.


Fechar Menu