Amazonas Manaus Polícia

Pedestre morre atropelado durante perseguição a suspeitos de homicídio em Manaus, diz polícia

  • junho 5, 2021
  • 2 min read
Pedestre morre atropelado durante perseguição a suspeitos de homicídio em Manaus, diz polícia

Um pedestre morreu depois de ter sido atropelado na Avenida Santos Dumont, bairro Tarumã, Zona Norte de Manaus, na manhã deste sábado (5). De acordo com polícia, o caso ocorreu durante uma perseguição a suspeitos de cometer um assassinato. O veículo em que eles estavam colidiu contra o carro de um motorista de aplicativo. Na batida, a vítima que caminhava na rua foi atingida.

De acordo com o delegado plantonista do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Roger Gandra, uma festa clandestina acontecia no bairro Parque Riachuelo durante a madrugada. Suspeitos chegaram ao loca,l em um carro, e uma troca de tiros aconteceu entre os participantes da festa.

Na troca de tiros, um homem foi baleado e morto pelos suspeitos. Dois homens e uma mulher fugiram do local em um carro e foram perseguidos por seguranças da festa e por um motorista de aplicativo.

Durante a perseguição, policiais militares que passavam pela rua foram informados sobre o caso e perseguiram os suspeitos.

Pedestre morre atropelado durante perseguição a suspeitos de homicídio em Manaus — Foto: Patrick Marques/G1 AM

A perseguição teve fim na Avenida Santos Dumont, quando os carros colidiram e acabaram atropelando o pedestre que caminhava na calçada.

“Depois desse tiroteio, uma pessoa veio a óbito no local e houve uma perseguição policial. Durante a perseguição, os bandidos perderam a direção do veículo automotor, vindo a lesionar uma pessoa que estava caminhando. Depois, essa pessoa veio a óbito”, disse o delegado.

Ainda conforme o delegado, a mulher ficou ferida e foi encaminhada para um hospital da cidade. O segundo suspeito foi preso pela polícia no local e o terceiro conseguiu fugir após o acidente.

O corpo do homem que caminhava na avenida foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).