Após ser perseguido e baleado, técnico de internet morre quando fazia serviços, em Manaus

Após ser perseguido e baleado, técnico de internet morre quando fazia serviços, em Manaus

Vítima foi abordada por um homem que questionou se técnico instalava câmeras de segurança no local.

Um técnico de internet, de 36 anos, morreu na tarde deste domingo (4) após ser baleado no bairro Petrópolis, em Manaus. Segundo a polícia, antes de ser morta, a vítima fazia serviços relacionada ao seu trabalho. O rapaz foi perseguido.

De acordo com a polícia, a vítima instalava cabos de internet em um poste quando foi abordado por um homem que o questionou se ele estaria instalando câmeras na rua. O crime aconteceu por volta das 15h, na Rua Álvaro Leite. Testemunhas relataram para a PM que viram o técnico subir a rua correndo, sendo perseguido por uma pessoa não identificada.

O homem foi baleado com um tiro na região da costela, conforme a perícia. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu na entrada de um beco. Para a polícia, a família da vítima contou que o homem estava trabalhando. O atirador fugiu.

Um responsável pela empresa que a vítima prestava serviços esteve no local do crime e confirmou que o homem era funcionário da firma.

O corpo da vítima foi removido do local para o Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para identificação da autoria do crime, bem como motivação.


Fechar Menu