Mulher é presa tentado entrar em presídio com drogas e perfume nas partes íntimas

Mulher é presa tentado entrar em presídio com drogas e perfume nas partes íntimas

Piauí – Uma jovem identificada como Mylla Sayonara Costa Oliveira, de 23 anos, foi presa tentando entrar com drogas e um recipiente de perfume dentro das partes íntimas para o interior da Penitenciária José de Ribamar Leite, antiga Casa de Custódia. Foi necessário utilizar um aparelho de raio-X para identificar a droga. O caso ocorreu por volta das 13h desta terça-feira (6).

Mylla se dirigia à penitenciária para uma visita íntima quando foi abordada pelos agentes da Delegacia de Proteção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE) que a investigavam após denúncia anônima. Ela foi conduzida para o Hospitald e Urgência de Teresina (HUT) para a realização do exame.

“Ela chegou a passar pela vistoria em que as agentes revistam, fazem uma série de movimentos, agachamentos, para verificar se há droga nas partes íntimas mas não identificaram. Foi necessário fazer um exame mais aprofundado de tomografia para constatar a droga”, explica o delegado Cadena Júnior.

Para os policiais, a suspeita negava a presença de drogas dentro do seu corpo.

Foram retirados de três pacotes de maconha pesando 50 gramas e um recipiente de perfume. “A equipe médica teve de informar que a droga dentro dela poderia infeccionar, foi quando ela pediu que retirassem. A substância estava embalada em uma sacola de supermercado”, relatou o delegado.

Sem passagem anterior pela polícia, Mylla foi presa e autuada em flagrantes por tráfico de entorpecentes. Segundo a Depre, ela está desempregada e tem um filho de cinco anos de idade. Segundo a Depre, essa seria a segunda vez que a suspeita levaria droga para dentro da penitenciária.

“Essa droga era para ser vendida dentro da Casa de Custódia. Ela nos informou que comprou a droga por cerca de R$ 250. Possivelmente essa droga seria vendida lá dentro por pelo menos o dobro desse valor”, explica Cadena.

O preso que receberia a droga também está sendo investigado e também será indiciado.


Fechar Menu