Amazonas

Transporte fluvial retoma atividades no AM, a partir desta quinta (16), com redução de até 60% dos passageiros

  • julho 16, 2020
  • 2 min read
Transporte fluvial retoma atividades no AM, a partir desta quinta (16), com redução de até 60% dos passageiros

Transporte fluvial é apontado como um dos principais meios que espalhou Covid-19 no interior do Estado. Proprietários e operadores devem cumprir medidas de prevenção.

O transporte fluvial intermunicipal volta a funcionar no Amazonas a partir desta quinta-feira (16). O Governo do Amazonas autorizou a retomada do transporte de passageiros pelos rios, meio apontado como responsável pela chegada da Covid-19 nos municípios do interior, com uma série de restrições, dentre elas a redução de até 60% na capacidade de embarcações.

O governador Wilson Lima afirmou, nesta quarta-feira (15), que a retomada do serviço é baseada na redução nos números de enterros e internações pela Covid-19 na capital amazonense. Com mais de 86,9 mil casos em todo o estado, até esta quarta-feira (15), o interior concentra mais de 64% das confirmações para a doença.

Uma pesquisa indicou que a suspensão do transporte fluvial no estado, desde o mês de março, impediu que mais de 100 mil pessoas fossem infectadas pela Covid-19. Wilson Lima disse, por meio de assessoria, que a situação do interior ainda preocupa, mas que “consegue dar o atendimento necessário”.

A fiscalização dos serviços fica sob a responsabilidade da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam). Confira as principais restrições:

Limitação de passageiros

  • Lanchas rápidas: redução de 60% da capacidade de passageiros;
  • Balsas e navios motor: redução de 40% da capacidade de passageiros;